EXPANSÃO DOS SITES MOBILE
30 de outubro de 2017
A INCONTESTÁVEL FORÇA DA AMAZON
30 de outubro de 2017

O varejo enfrenta dificuldades em todo o mundo, especialmente nos setores de alimentos, moda e móveis e decoração. Nos Estados Unidos, o maior mercado consumidor de poder de compra, as vendas no varejo devem crescer entre 3% e 4% este ano. No entanto, a maior parte desse crescimento virá de vendas online, já que a previsão de crescimento da receita de vendas nas lojas físicas é de apenas  1%.

Os avanços nas receitas no varejo nos últimos anos têm sido impulsionados quase inteiramente pelos canais on-line, com taxas de crescimento até sete pontos percentuais mais altas que as do setor de varejo como um todo.

E no Brasil, os varejistas tradicionais estão vivendo estagnações e quedas de vendas em oposição ao crescimento das receitas on-line. Empresas como Magazine Luiza, Pão de Açúcar, Telhanorte e outros grandes varejistas estão investindo fortemente para se destacar como omnichannel, além daqueles que estão investindo em aceleradoras de startups para saírem na frente em inovações e novos modelos de negócios.

Em 2016, David Silverman, diretor sênior da Fitch Ratings, escreveu “os varejistas de sucesso são aqueles que investem no modelo omnichannel e se diferenciam em produtos e atendimento ao cliente para atrair cada vez mais consumidores para o seu negócio”.