A BUSCA PELA EXPERIÊNCIA DE COMPRA INTEGRADA
30 de outubro de 2017
VISÃO GLOBAL DO MERCADO DE ENTRETENIMENTO E MÍDIA
6 de fevereiro de 2018

A competição nunca foi tão intensa. Nos últimos tempos, novos concorrentes ameaçam continuamente o status quo dos varejistas mais tradicionais.

Há concorrentes exclusivamente online surgindo em todas as categorias de produtos.

A pesquisa global “Total Retail”, edição 2017, entrevistou 24 mil pessoas em 29 países, sendo 1 mil delas no Brasil. E os primeiros resultados já demonstram a força da Amazon, um varejista relevante em todo o processo da jornada de compra do consumidor, não só no mercado americano.

Quando perguntados sobre a influência da Amazon no comportamento de compra,  28% afirmaram que diminuíram a frequência de compras em lojas físicas por causa da Amazon. Nos Estados Unidos esse percentual chegou a 37%. E no Brasil, 54% verificam os preços na Amazon e 35% dos consumidores afirmaram que compram com menor frequência em lojas físicas.

No país sede da Copa 2018, 23% dos entrevistados disseram comprar menos frequentemente em lojas físicas.

O enorme sucesso da Amazon pode ser explicado pela posta na conveniência e na pluralidade de categorias de produtos. Além disso, investiu na exploração do conhecimento dos consumidores, ampliando seu relacionamento com eles e a customização de ofertas em um nível que o varejo físico não oferecia de maneira regular até então.

O Programa de benefícios, chamado Prime, saltou de 20 milhões de usuários no mundo, em 2013, para 80 milhões em 2015.

E esse grande varejista vem apostando em várias inovações disruptivas, como o Amazon Echo, para pedidos feitos por voz, vídeos e outras interações; o botão Amazon Dash, para facilitar novas encomendas de suprimentos domésticos, como café e detergente; os drones, para fazer entregas mais rápidas e mais eficientes; as lojas Amazon Go, onde, no futuro, será possível comprar sem passar no caixa; o Amazon Studios, para distribuição de filmes; e os testes-piloto de serviços de limpeza doméstica e entrega de alimentos.

Todos esses movimentos buscam surpreender o consumidor com inovação em serviço e excelência operacional.