GUERRA DE TITÃS
3 de agosto de 2010
DO LUXO AO VAREJO
22 de outubro de 2010

       A invasão de privacidade na internet tem data para acabar. Grandes empresas estão preparando uma tecnologia que vai identificar empresas que violam a privacidade dos usuários para oferecerem anúncios. A iniciativa de autoregulamentação quer impedir que o governo americano tenha de interferir na indústria de propaganda on-line, que fatura US$ 23 bilhões por ano. Os anunciantes coletam informações para criar anúncios de acordo com usuários que entram em seus sites e, para os defensores da privacidade, essa prática é ilegal. A Comissão Federal de Comércio, autoridade americana, vai apoiar as iniciativas para regulamentar a indústria de propaganda on-line.

       Um grupo de empresas da internet divulgou ano passado regras voluntárias, exigindo que sites explicassem claramente como acompanham e usam as informações. O novo sistema servirá para saber se as empresas estão cumprindo essas regras e esperam usar a pressão coletiva para corrigir os infratores. Para criar o tecnologia, a nova-iorquina Better Advertising Project foi contratada. A empresa mapeou mais de 5 milhões de domínios e identificou mais de 250 empresas envolvidas na coleta ou uso de dados. O grupo vai divulgar publicamente as infrações e repassar para as agencias competentes do governo os casos que não forem corrigidos. Muitos detalhes da iniciativa ainda não foram definidos.