BAV
5 de maio de 2010
NEGÓCIOS ALÉM DE 140 CARACTERES
5 de maio de 2010

         Qual o impacto da internet no cérebro? Se a teoria de que aprender a ler altera a anatomia do cérebro é unânime, o mesmo não se pode dizer da internet. Um amplo debate vem sendo discutido por especialistas, que divergem em relação às conseqüências da web nas atividades cerebrais. O neurocientista Gary Small, da Universidade da Califórnia, sustenta a ideia de que o uso da rede aumenta a atividade na área de tomada de decisões e raciocínios complexos no cérebro. Ele comparou a mente de adultos com pouca experiência em web com a de usuários assíduos e constatou a diferença, que diminui conforme os inexperientes acessam a internet.

         Porém, o editor americano Nicholas Carr tem um ponto de vista negativo sobre o assunto. Sua tese central é de que a natureza caótica e descentralizada da internet diminui a capacidade de concentração e contemplação profundas, tornando as pessoas mais idiotas. Já uma terceira teoria, do pensador Kevin Kelly, mostra que, apesar da rede ampliar o conhecimento dos usuários, ampliou também a incerteza da informação, ocasionando a “liquidez mental”. Segundo Kelly, a mudança de opinião nos dias de hoje é mais constante. Enquanto, o especialista em comunicação, o espanhol Daniel Cabrera, sugere que a massa informe de conteúdo da web, é um reflexo da memória, da imaginação e do pensamento humanos. Menos do que moldar o nosso cérebro, a internet seria moldada por ele.  O debate e as teorizações em relação ao efeito do  uso da internet na mente continuam …