OLHO NO OLHO
6 de setembro de 2012
MEDALHA DE PRATA
6 de setembro de 2012

Indústrias estão cada vez mais investindo no varejo, com o objetivo de estar próximas ao consumidor para ganhar agilidade e eficiência no seu atendimento. Com isso, o crescimento via abertura de lojas monomarcas, próprias ou franquias, não representa necessariamente uma troca de canal principal de vendas, como foi o caso bem sucedido da Hering. Na maioria das vezes, os gestores enxergam que o varejo é complementar e fundamental para aumentar a exposição das suas marcas nos shoppings centers.

É o caso da Grandene com a Melissa e da Morena Rosa com a Morena Rosa Shoes, que colocaram em prática planos grandes de lojas monomarcas, sem ambição de tornarem a maior parte de seu faturamento. Para não prejudicar o negócio no atacado, o argumento é que as monomarcas aumentam a percepção de valor dos produtos e isso beneficiaria as vendas em todos os canais.