SEGURANÇA E CONVENIÊNCIA
28 de janeiro de 2015
A ERA DA DISRUPÇÃO
8 de julho de 2015

O uso de celebridades nas campanhas publicitárias é uma estratégia cada vez mais utilizada pelas marcas.

Para os publicitários, a busca de celebridades é caminho justificável, e em certos casos, rentável para a marca, em ações que precisam atrair a atenção do público de forma imediata.

O estudo Easy Celebridades, da Ibope Repucom, apontou as 15 celebridades que mais apareceram em campanhas de mídia na TV aberta. De acordo com dados da pesquisa, de duas mil marcas veiculadas nos primeiros oito meses de 2014, 221, ou seja 11%, usaram famosos nos comerciais, respondendo por 17% do total de investimento publicitário.

Por meio do Celebrity DBI – ferramenta que mensura as percepções da população sobre celebridades e atletas em vários países – o estudo também avaliou que as 15 personalidades pesquisadas possuem “awareness” bem acima da média entre as celebridades brasileiras de todas as áreas de atuação, ou seja, são extremamente conhecidas pelos brasileiros.

Dos oito atributos analisados pelo estudo, os mais bem avaliados pelos brasileiros para os 15 famosos foram: influência, recomendação, carisma e aspiracional. Entre as top celebridades, a mais reconhecida pelo público é Fátima Bernardes, com nota 98.6, seguida por Ivete Sangalo (98.2) e Gisele Bündchen (98). Como comparação, a média nacional para o reconhecimento (awareness) das personalidades é de 73,4%.

Segundo a lista da Consultoria Controle da Concorrência, a lista das novas velhas caras da propaganda com mais inserções na televisão sofreu pequenas alterações nos últimos dois anos – metade do ranking tem os mesmos cantores, atores ou modelos de 2013.

Em recente artigo Tor Myhren (Grey), escreveu “de muitas maneiras, nossa publicidade está simplesmente imitando a cultura das celebridades. Jamais devemos confundir uma celebridade com uma ideia de marca”.