CONNECT
19 de maio de 2014
O CENTRO
19 de maio de 2014

No mundo todo, o crescimento das vendas de refrigerantes está desacelerando devido das preocupações com a obesidade e os perigos do consumo de açúcar à saúde.

Analistas do setor dizem que a Coca-Cola deveria gastar menos com propaganda e mais com uma diversificação agressiva por meio de aquisições de empresas como a fabricante de bebidas energéticas Monster Beverage Corp.

O diretor-Presidente, Muhtar Kent diz ” A Coca-Cola continua a ser mágica. Precisamos trabalhar ainda mais para melhorar o romantismo da marca em todos os cantos do mundo”. Logo, a empresa, planeja dobrar a produção de Coca-Cola. Nos próximos três anos, o executivo planeja aumentar a publicidade global em US$ 1 bilhão.

Além disso, a empresa está defendendo o aspartame, principal adoçante artificial em refrigerantes dietéticos, citando mais de 200 estudos que confirmam que a substância é segura, e planeja lançar a Coca-Cola Life, uma variante adoçada com açúcar e extrato de estévia, um adoçante natural, em um número maior de países, depois de ter lançado a bebida ano passado na Argentina e no Chile.

Fonte: Folha de SP, Valor Economico, Management, Exame