RARIDADES
10 de março de 2014
MARKETING ON DEMAND
10 de março de 2014

O ponto em comum entre todas as diferentes redes sociais é que se tratam de pessoas em busca de outras pessoas com as quais compartilham algum tipo de afinidade. Mas por que não criar laços a partir do que as pessoas pensam em vez de quem elas são? Assim nasceu o State.com, criada por Alexander Asseily, onde o usuário pode dar opiniões sobre o que quiser. São 25 milhões de tópicos cadastrados atualmente e qualquer um pode alongar a lista. Cada tema traz palavras-chave, que funcionam como um termômetro das opiniões sobre o assunto. “A proposta é criar uma topologia de ideias, não de pessoas”, diz Asseily.

A diferença do State.com para outros fóruns é que as opiniões são compiladas e exibidas em blocos que se encaixam como se fossem um quebra-cabeça. Quanto mais uma palavra é usada, maior o espaço ocupado por ela nesse diagrama. Outro indicador é um gráfico que indica o “sentimento” das opiniões em relação ao assunto, se mais positivas ou negativas.

O State.com planeja vender análises sobre marcas, produtos, serviços ou o que o mais entrar no radar da rede social.

Fonte: Valor Econômico, Mente&Cérebro, Exame e Dinheiro